Home / Notícias / Motorista da Uber e adolescentes são detidos após assaltos em BH e Contagem

Motorista da Uber e adolescentes são detidos após assaltos em BH e Contagem

Preso, homem de 32 anos disse que prestava serviço para o aplicativo. No entanto, a Uber diz que ele já não estava no aplicativo. Pelo menos quatro vítimas foram identificadas

Um homem de 32 anos e dois adolescentes de 15 e 16 anos foram detidos após uma série de assaltos a pedestres entre a noite de segunda e a madrugada desta terça-feria em Belo Horizonte e Contagem, na região metropolitana. O mais velho contou que é motorista do Uber e usava um carro alugado para prestar serviço ao aplicativo. Por sua vez, a Uber informou que ele já não estava no sistema. Pelo menos quatro vítimas foram identificadas.

De acordo com a Polícia Militar (PM), um jovem de 20 anos contou que passava por um cruzamento no Bairro Jardim Montanhês, Região Noroteste de BH, quando foi abordado por um assaltante armado, que levou seus pertences e embarcou em um JAC J3 preto, que fugiu pela Avenida Pedro II. Já no Bairro Minas Brasil, os criminosos renderam um casal.

Eles tomaram os pertences do rapaz, mas a adolescente que estava com ele resistiu, sendo agredida e arrastada pela rua por um dos bandidos. Eles fugiram em direção ao Bairro Coração Eucarístico

De posse das informações, viaturas do 34º Batalhão começaram as buscas. O carro dos assaltantes foi localizado na Avenida Pedro II. Enquanto era seguido pelos militares, ele foi parado por uma viatura da Guarda Municipal, já no Bairro Padre Eustáquio. Os guardas revistaram os ocupantes e o veículo, localizando vários celulares, um similacro de arma e objetos pessoais. Ao revistar os três ocupantes do carro, os guardas recolheram mais de R$ 400 em dinheiro.

 Conforme o boletim de ocorrência, um dos menores assumiu ser o dono do simulacro de arma e disse que ele e o outro adolescente assaltavam as vítimas, enquanto o mais velho dirigia. O suspeito contou que o JAC J3 era alugado por R$ 400 semanais para que ele trabalhasse como motorista o Uber.

Ainda segundo os policiais, quando o boletim de ocorrência era confeccionado, um dos celulares tocou e foi atendido por um guarda. Era uma outra vítimas, que foi chamada até a companhia da Polícia Militar. No local, ela disse ter sido assaltada por volta das 23h, em Contagem, junto com um amigo que também teve o celular roubado, mas ele não foi localizado. O boletim de ocorrência também informa que as vítimas que foram até a unidade reconheceram os três detidos como autores dos assaltos.

O carro foi rebocado. A polícia também informou que o motorista já tinha passagem por roubo, usando o mesmo modus operandi das ocorrências desta madrugada. O caso foi encaminhado à Polícia Civil.

A assessoria de imprensa da Uber informou que o motoristas preso já não estava no aplicativo, mas não soube informar quando ele foi suspenso. Questionada sobre a outra passagem do condutor pela polícia, a assessoria disse que a checagem de antecedentes criminais é uma das camadas de segurança para que os motoristas sejam autorizados a prestar serviço, mas que “a segurança da plataforma não depende inteiramente dela”. A Uber também afirma que carros alugados podem ser usados no serviço.

Sobre Carlos Laia

Comandada por Carlos Laia , A Voz Do Taxista tem por objetivo levar a categoria dos taxistas informação, levantar o debate dos assuntos importantes para o desenvolvimento profissional de toda categoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *