Bandeira 2 é extinta e táxis de Porto Alegre terão tarifa única a partir de 22 de outubro

Preço do quilômetro rodado será fixado em R$ 2,59. Permissionários têm até 27 de novembro para adequar o taxímetro, até lá, os motoristas que não tiverem feito alteração deverão usar tabela de conversão para cobrar as corridas.

Os permissionários têm até o dia 27 de novembro para adequar o taxímetro. A alteração segue cronograma estabelecido pelo prefixo do veículo, disponível no site da Empresa Pública de Transporte e Circulação de Porto Alegre (EPTC).

Os taxistas que ainda não estiverem com o taxímetro alterado em 22 de outubro deverão, obrigatoriamente, portar e utilizar a Tabela de Conversão, pois, a partir desta data, já não será mais autorizada a cobrança da bandeira 2. Portanto, o motorista deverá converter o valor a ser cobrado.

A tabela também está disponível para download e impressão no site da EPTC.

Valores da tarifa única: 
Bandeirada inicial – R$ 5,18
Quilômetro rodado – R$ 2,59
Hora parada – R$ 18,31

 

00:00/03:20

 

Dispositivo não suportado.

Infelizmente, não foi possível encontrar um vídeo compatível com o seu dispositivo.

Veja o que muda nos táxis de Porto Alegre com a nova lei

Veja o que muda nos táxis de Porto Alegre com a nova lei

Outras mudanças

Além da extinção da bandeira 2, outras duas resoluções foram publicadas no Dopa nesta sexta. A segunda trata da identidade visual dos taxistas e dos veículos. O táxi comum passará a ser branco com a faixa vermelha na lateral.

O tradicional vermelho ibérico não vai desaparecer. Ele vai identificar uma nova categoria de táxis: os executivos. Serão modelos mais novos, maiores e com a mesma tarifa do táxi comum. O único que não muda é o modelo de táxi do aeroporto – continua branco com a faixa azul. Os motoristas vão ter até julho de 2020 pra seguir o padrão novo.

Quanto à vestimenta, os taxistas precisam usar camisa com botão, sapato fechado, calça social ou jeans. Estampa não é permitida. Também não pode trabalhar com boné e chapéu.

A resolução descreve ainda pré-requisitos para renovação da Identidade do Condutor de Transporte Público (ICPT). Também autoriza instalação de câmeras no interior dos carros, desde que os passageiros sejam informados que estão sendo filmados na hora de embarcar.

Já a terceira resolução traz os critérios dos exames toxicológicos, critérios de certificação dos laboratórios e fixa data limite para apresentação dos mesmos. Todos os motoristas vão ter que fazer exame toxicológico pra tirar ou renovar o carteirão. Esse exame vai ter que ser pago pelo próprio motorista. Até dezembro, os 10 mil taxistas da capital precisam apresentar o exame.

Alterações que tratam da mudança da autorização para permissão, inclusão de cartão de crédito e débito como formas de pagamento, biometria, GPS, entre outras, devem ser regulamentadas por meio de dois decretos, que serão publicados até o fim de novembro de acordo com a prefeitura de Porto Alegre.

O que diz o Sintáxi

O Sindicato dos Taxistas de Porto Alegre (Sintáxi) diz que o prazo dado pela prefeitura para mudança da cor, até 2020, está adequado. “Quanto à cor do veículo, ainda temos um fôlego”, afirma o diretor-administrativo do Sintáxi, Adão de Campos.

Porém, ele alega que os outros prazos são muito curtos, fazendo com que o permissionário acumule muitos gastos em um curto período de tempo, já que são eles que arcam com o valor da alteração do taxímetro, adaptação da vestimenta e realização do exame toxicológico. Além disso, há a retirada da bandeira 2.

Essas coisas deveriam ser feitas de forma escalonada para não causar prejuízo. É um custo elevado para mexer em taxímetro e vestimenta, alguns terão que adaptar. Custa em torno de R$ 180 a 200 e poucos reais a alteração do taxímetro e são poucas oficinas que fazem. Então, tu te obriga a aceitar o valor que ela te cobrar, não tem plano B”, argumenta.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios