Cidade russa ganha serviço de táxi sem motorista

Companhias de tecnologia trabalham para um futuro no qual táxis-robôs autônomos reduzirão a necessidade da propriedade individual de veículos

Por Bloomberg

A Yandex está oferecendo aos cidadãos de uma remota cidade russa corridas gratuitas com carros autônomos em um momento em que a empresa on-line busca convencer Moscou de que os veículos autônomos são seguros e indispensáveis para o futuro do transporte.

A Yandex.Taxi opera dois veículos sem motoristas em Innopolis, uma cidade de 3.000 habitantes que fica a 700 quilômetros a leste da capital.

Com um engenheiro no banco do passageiro, os moradores locais fazem corridas de ida e volta para áreas residenciais, para o centro de negócios, para a universidade ou para o estádio de esportes.

Fabricantes de veículos e empresas de tecnologia trabalham em prol de um futuro no qual táxis-robôs autônomos reduzirão a necessidade da propriedade individual de veículos. Empresas como Uber, Tesla e Alphabet vêm promovendo carros autônomos em meio à corrida para revolucionar o setor.

A Waymo, da Alphabet, está expandindo suas operações com carros autônomos no Arizona, nos EUA, em preparação para seu primeiro serviço público de carona, que começará no estado ainda neste ano.

A Yandex informou em comunicado nesta terça-feira que os testes em Innopolis são os primeiros na Europa em que as pessoas podem reservar um carro sem motorista para seus deslocamentos de rotina.

Em fevereiro, a Yandex publicou imagens do Toyota Prius autônomo de sua unidade de táxis trafegando por vários quilômetros na região central de Moscou em meio a uma chuva fina e 6 graus Celsius negativos de temperatura.

O objetivo final da empresa russa é alcançar um nível de funcionalidade a partir do qual o volante, o pedal de freio e o ser humano deixam de ser necessários para que um carro chegue ao destino.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios