Motorista Uber tem ganhos abaixo da linha da pobreza

O motorista de um aplicativo de transporte de passageiros foi presos como suspeito de estuprar um adolescente de 14 anos no último dia 24 de agosto em Caruaru

 

Uma pesquisa da Ridester aponta que um motorista da Uber ganha, em média, US$ 14,73 por hora nos Estados Unidos. Como nota a UOL, esse valor não inclui os gastos com combustível e outros itens, mas engloba as gorjetas. Dessa maneira, a pesquisa indica que um motorista Uber, caso tenha uma família de três pessoas, se encontra vivendo abaixo da linha da pobreza.

A Ridester ouviu 2.625 motoristas que trabalham para a Uber. A pesquisa ainda compara com outros valores: por exemplo, o pagamento mínimo por hora nos EUA é de US$ 7,25; enquanto isso, o governo estadunidense afirma que motoristas de táxi receberam US$ 11,96 por hora durante o ano passado.

O motorista de um aplicativo de transporte de passageiros foi presos como suspeito de estuprar um adolescente de 14 anos no último dia 24 de agosto em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Renato Barbosa de Menezes Júnior, de 45 anos, foi preso no final da tarde dessa terça-feira (9) em Belém de Maria, na Zona da Mata Sul do Estado.

Segundo o delegado Thiago Henrique, que conduz as investigações e coordenou o cumprimento do mandado, a mãe do adolescente solicitou uma corrida no aplicativo Uber para o filho ir à casa de uma tia em outro bairro no dia do crime.

“O motorista desviou a rota e parou no acostamento da BR-232 no sentido Agrestina para cometer o estupro. Ele obrigou o adolescente a praticar sexo oral com ele”, explicou. Renato foi preso temporariamente uma semana depois do crime.

Policiais da 90ª Delegacia de Polícia de Caruaru deram cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pela 1ª Vara Criminal da cidade. O motorista estava em liberdade desde o fim de setembro após cumprir um mandado de prisão temporária de 30 dias. Renato foi encaminhado à Penitenciária Juiz Plácido de Souza (PJPS), em Caruaru.

Aplicativo Uber

A reportagem entrou em contato por e-mail com a assessoria de imprensa do Uber para confirmar o cadastro do suspeito no aplicativo e saber que medidas são tomadas para evitar que os motoristas cometam crimes, mas ainda não obteve resposta.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios