Proibida, Uber lança serviço de taxi

Na maior capital brasileira os aplicativos como 99 e Uber somente podem ter como prestadores de serviço os taxistas

Na maior capital brasileira os aplicativos como 99 e Uber somente podem ter como prestadores de serviço os taxistas, mas não cumprem e as autorudades não fiscalizam.

Uber lançou um serviço piloto de táxi no Japão, que conectará passageiros a outros provedores de táxi, enquanto busca expandir o negócio no país onde a empresa foi impedida de operar com uma frota própria de condutores.

Nos próximos meses, o Uber planeja fornecer seu aplicativo de passeio a moradores e visitantes de Awaji, ilha com população de cerca de 150 mil pessoas localizada perto de Osaka, para solicitar táxis operados por mais de 20 empresas locais.

O piloto será lançado até março de 2019.

“Atualmente estamos nos concentrando em parcerias com empresas de táxi no país”, disse a porta-voz do Uber Japão, Kay Hattori, nesta terça-feira. “Gostaríamos de expandir isso em todo o país.”

O Uber não conseguiu levar serviços completos para o Japão, já que a regulação local proíbe condutores não-profissionais de transportar clientes, mas já opera seu serviço de entrega de encomendas UberEats em quatro cidades japonesas, incluindo Tóquio e Osaka.

O aplicativo pode ser usado em Tóquio para conectar usuários com serviços de carro, enquanto o Uber também está conduzindo dois serviços pilotos para pessoas idosas em cidades rurais do Japão, já que o envelhecimento da população do país o torna atraente para as empresas.

No início deste ano, o presidente-executivo do Uber, Dara Khosrowshahi, disse a investidores que a empresa deve mudar a forma como faz negócios no Japão, acrescentando que se concentrará em parcerias com empresas de táxi.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios