Taxistas estão encontrando problemas no novo posto de aferição de taxímetro do IPEM

O Novo Centro Integrado de Atendimento de taxistas para aferição dos taxímetros não está cumprindo o que foi prometido.

Quando foi anunciado a inauguração do novo posto de aferição de taxímetro no Parque Novo Mundo, chamado de Centro Integrado de Atendimento, os taxistas criticaram a escolha do local por acharem que não favorece nenhuma região, mas prejudica a todas.

Poucos dias após a inauguração começaram a surgir as primeiras denúncias de taxistas que tiveram seus taxímetros reprovado, segundo os funcionários de aferição isso está acontecendo por incompatibilidade entre o novo equipamento e o sensor do veículo.

Conversamos com o taxista Marco Aurélio, que aferiu o taxímetro nessa terça-feira e fez algumas observações da nova instalação em relação a anterior que ficava na região da Vila Prudente e as promessas feitas sobre e a nova . Segundo Aurélio, o local para estacionar continua sendo uma das dificuldades e o predio não tem nenhum conforto como foi dito.

Espaço interno do Centro Integrado do IPEM

O local também carece da miníma instrutura para os taxistas que irão para o local dos quatro cantos da cidade.

Não tem restaurante e nem um café para o taxista fazer um lanche durante a longa espera na fila que continua. A dificuldade para agendamento também é uma constante, caso não consiga fazer o agendamento pela internet o taxista deve se dirigir ao posto, como dissemos não há local para estacionar e as ruas são estreitas.

Box com de aferição da nova sede

Se não bastasse esses problemas de falta de instrutura, o novo sistema de aferição, que agora é em uma esteira sem que o táxi precise fazer o percusso na rua, tem reprovado muitos táxis. Para alguns taxistas foi dito que eles precisariam instalar um sensor na roda no valor de $290,00 (duzentos e noventa reais).

Segundo um funcionário do IPEM, o equipamento é muito estreito e dependendo do modelo do carro, o menor descuido do taxista o carro pode escapar e bater, o que já aconteceu três vezes. O funcionário disse ainda que no antigo espaço a aferiam 250 taxímetros e que agora somente 150 são aferidos diariamente.

Adilson Amadeu saiu em defesa dos taxistas

Na tarde de hoje (28-08) o Vereador dos taxistas, Adilson Amadeu, gravou um vídeo onde afirmou que se reuniu com o diretor do IPEM e garantiu que o taxista não tem que pagar nada a mais do que a taxa de aferição anual no valor de $52,00 (cinquenta e dois reais). “Se o rolete não está funcionando a culpa é do IPEM”, afirmou o vereador.

Disse ainda que todo taxista deve denunciar ao seu gabinete qualquer cobrança a mais que houver por parte do IPEM.

Assista o vídeo abaixo do Vereador:

 

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios