Uber continua contando com o judiciário para desrespeitar a legislação

Uber e demais aplicativos, frotas ilegais e motoristas escravizados.

O jogo de liminares, já esperado pelos taxistas, vão acumulando nos painéis dos carros populares dos motoristas de aplicativos que reclamam das regras – justas e necessárias – a eles imposta, porém, a minoria dos que não querem as regras não confessam que sua renda não vem exclusivamente da atividade como motorista de aplicativos.

Os mesmo hipócritas que reclamavam das empresas de táxis (frotas) totalmente legais, que geram empregos e pagam impostos, fecham os olhos para as frotas de carros particulares que vão aumentando a cada dia dentro dos aplicativos.

Os motoristas de aplicativos que dependem da atividade são explorados pelos aplicativos, locadoras e frotas ilegais que usam e abusam dos pobres desempregados que se submetem por pura necessidade.

#carloslaia #radiotera

Justiça derruba decisão de Dória e Uber e 99 de outras cidades poderão circular em SP

Por meio de uma liminar concedida na tarde desta terça-feira, 23, o juíz Kenichi Koyama, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) derrubou a decisão do prefeito João Dória (PSDB) de limitar que carros de aplicativos – como Uber, 99 e Cabify – de outras cidades peguem passageiros na Capital paulista. A informação é do portal de notícias UOL

O veto na nova regulamentação é uma das principais polêmicas das novas diretrizes para aplicativos, que entraram em vigor no dia 10 de janeiro. Atualmente, a regulamentação está em “fase de orientação” por fiscais nas ruas da capital, sem aplicação de multas ou apreensão de veículos – isso deve ocorrer a partir do dia 25 de janeiro.

De acordo com o UOL, em seu julgamento, o juiz afirma que a necessidade do licenciamento em São Paulo inserida na Resolução 16 da gestão Dória extrapola os limites do Decreto 56.981 (10 de maio de 2016). A liminar ainda considera a regulamentação desproporcional por limitar a iniciativa privada e não proporcionar ganhos ao município.

Segundo os aplicativos, a regulamentação que limita que apenas carros emplacados na capital peguem corridas na cidade afetará passageiros e motoristas. A Uber aponta que um terço da sua frota pode ser afetada e é possível que tarifas para o consumidor aumentem por causa da menor oferta de carros.

Já os motoristas reclamam que a regulamentação vai afastar trabalhadores do setor em uma época de crise. O exemplo dado por eles é de que se um motorista aceitar uma corrida de Diadema para São Paulo terá que voltar com o carro vazia para sua cidade de origem, resultando em mais gastos do que ganhos ao motorista.

Carlos Laia

Taxista desde 2001, criador do site A Voz Do Taxista e da web Rádio Tera Byte. Nosso objetivo é levar notícias e informações sobre o táxi de todo Brasil a toda categoria, ouvindo representantes, autoridades e principalmente o taxista. Não temos vinculo com nenhuma entidade ou partido político.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios