Home / NOTÍCIAS / Projeto de lei sobre implantação e permanência de aplicativos de corridas de táxi na Câmara
Aplicativos vilão o mocinho

Projeto de lei sobre implantação e permanência de aplicativos de corridas de táxi na Câmara

="adsbygoogle" style="display:block" data-ad-client="ca-pub-2309922433896559" data-ad-slot="9960967624" data-ad-format="auto">

Proposta busca evitar o uso do serviço de transporte de forma clandestina. Taxistas acompanharam toda a sessão. 

Por Fábio Cadete, G1 Santarém, PA

A implantação e permanência de aplicativos de corridas comerciais de táxi no município de Santarém, oeste do Pará, foi discutida na tarde desta quarta-feira (6) em sessão na Câmara Municipal. Com a presença de representantes sindicais e profissionais da área, o objetivo é propor uma lei que mesmo com a existência dos aplicativos não prejudique os taxistas credenciados.

O vereador Rogélio Cebuliski (PSB) já havia proposto uma lei que proibia os aplicativos de transporte comercial de passageiros em carros particulares, em Santarém. “O projeto tramitou e teve dois pareceres contrários. O assunto foi discutido no plenário e houve a ideia de transformá-lo e regulamentá-lo para que se tenha uma ordem no serviço”, explicou o vereador.

O objetivo, segundo o vereador é principalmente não permitir um serviço clandestino. “A ideia é que o profissional faça seu cadastro na prefeitura, contribua com o ISS. Além disso, o aplicativo chega aqui [em Santarém] se instala e ainda leva 25% da economia local, sem contar com a insegurança aos usuários, pois não há preocupação como antecedentes criminais do profissional, entre outras coisas”, completou.

="adsbygoogle" style="display:block" data-ad-client="ca-pub-2309922433896559" data-ad-slot="9960967624" data-ad-format="auto">

No dia 6 de novembro a bandeira tarifária sofreu reajuste em Santarém, passando a custar R$ 5,39 por quilômetro rodado. O aumento não agradou muito os usuários, um ponto positivo para a instalação do aplicativo que oferece valor menor por corrida.

“É difícil eu usar táxi justamente porque está com uma tarifa alta. Só uso em último caso. Os aplicativos vêm para ajudar, assim como ajuda muitos em outras cidades do país. É válida a ideia de regulamentar, mas também deve ser regulamentado o taxista credenciado, incluindo o valor”, disse a dona de casa Maria Campos.

="adsbygoogle" style="display:block" data-ad-client="ca-pub-2309922433896559" data-ad-slot="9960967624" data-ad-format="auto">

Sobre Carlos Laia

A Voz Do Taxista é um portal de notícias criado por Carlos Laia para levar informações a classe dos taxistas, acompanhando os acontecimentos, dando opinião e ouvindo os principais personagens do incrível mundo do táxi.

DEIXE SUA OPINIÃO!