Home / TÁXI NEWS / Sem nenhuma medida positiva em 2017, taxistas de SP ainda acreditam em promessas.
Uma marca forte

Sem nenhuma medida positiva em 2017, taxistas de SP ainda acreditam em promessas.

="adsbygoogle" style="display:block" data-ad-client="ca-pub-2309922433896559" data-ad-slot="9960967624" data-ad-format="auto">

Taxista você escolhe: Morrer com um tiro de canhão, bazuca ou revólver.

Há dois anos a tarifa do táxi de São Paulo teve um reajuste de pouco mais de 7%, concedido pelo então prefeito Fernando Haddad, que segundo o sindicato dos taxistas autônomos havia se comprometido em rever anualmente o valor da tarifa durante sua gestão.

No decorrer do ano de 2015, quando foi concedido o último reajuste, os taxistas viram aumentar o transporte ilegal na cidade, mas não se tratava mais dos conhecidos “táxi geladeira” ou os táxis dos municípios vizinhos, o transporte clandestino estava sendo organizado pelo aplicativo Uber.

A partir daí a história já é conhecida de todos, derrotas na justiça, políticos tirando proveito da desgraça dos taxistas e os sindicatos cada vez mais distante da categoria.

Na semana passada ao fazer uma pequena revisão no meu táxi pude perceber o quanto nossa tarifa está defasada. Pensando em economizar fui a um conhecido auto peças e comprei as velas e os cabos das velas e tentei trocá-las.

Devido a uma mudança na posição das velas não consegui fazer a troca, me dirigi a uma oficina para efetuar a troca, ouvi do mecânico que cobraria $100,00 (cem reais), mas para um taxista seria sessenta.

Tinha comentado com minha esposa que o valor seria de uns trinta reais, ela deu um sorriso de deboche e disse: “ninguém faz nada por menos de cinquenta reais”, ela tinha razão.

Outra experiência da perda do poder de compra do taxista percebido por mim foi quando precisei fazer a regulagem eletrônica do motor, para “passar o aparelho” custava não há muito tempo trinta reais, paguei cem reais.

Não estou questionando o valor cobrado, assim como não concordo que dêem o preço do meu serviço, não gosto de fazer o mesmo no serviço de outros profissionais, estou apenas dizendo que tudo aumentou e o valor do nosso serviço está muito desfasado, se assim continuar não conseguiremos manter por muito tempo a ferramenta de trabalho em condições de uso com segurança.

="adsbygoogle" style="display:block" data-ad-client="ca-pub-2309922433896559" data-ad-slot="9960967624" data-ad-format="auto">

Em 2016 a tarifa do táxi teve reajuste em várias capitais e grandes cidades, menos em SP.

Diante da concorrência desleal, onde o valor da corrida passou a ser o grande diferencial para o passageiro, sindicatos, cooperativas e associações esqueceram da questão, demonstrando a impotência diante da investida dos aplicativos.

A perda do poder de compra da categoria devido a crise e a defasagem da tarifa é mais uma faceta do conjunto de situações que levaram os taxistas a uma situação de penúria.

É claro o risco de um sucateamento da frota e o abandono da profissão pelos melhores profissionais, também é eminentemente o risco de falecia das empresas de táxi que tiveram que reduzir drasticamente o valor da diária.

Os vários focos de um incêndio em uma floresta não são vários incêndios, mas, focos de um mesmo incêndio.

A grave situação que enfrentam os taxistas são vistas superficialmente pelos dirigentes e categoria, se no início da crise se tivesse identificado a raiz do problema a solução teria sido encontrada e os danos muito menores.

No decorrer de mais um ano que já está na reta final, as entidades optaram pelo silêncio, como se o problema não lhes dizem respeito. Os taxistas foram iludibriaram desde janeiro, quando todas as “lideranças” se reuniram com o novo prefeito, João Dória, boa parte dos taxistas estão anestesiados e não conseguem vencer o inimigo principal, ele próprio.

Convencidos pelos sindicatos, associações, cooperativas e principalmente por Adilson Amadeu que João Dória é amigo dos taxistas, esses permanecem submissos e não percebem que caminham como gado na fila do matadouro.

 

 

 

 

 

="adsbygoogle" style="display:block" data-ad-client="ca-pub-2309922433896559" data-ad-slot="9960967624" data-ad-format="auto">

Sobre Carlos Laia

A Voz Do Taxista é um portal de notícias criado por Carlos Laia para levar informações a classe dos taxistas, acompanhando os acontecimentos, dando opinião e ouvindo os principais personagens do incrível mundo do táxi.

DEIXE SUA OPINIÃO!