EM MACEIÓ UBER TERÁ LIMITE DE CARROS

Uma regulamentação sem limites de carros para aplicativos, obrigatoriedade dos carros estarem no nome do condutor não permitindo carros de locadoras, não é regulamentação.
As exigências imposta aos motoristas de aplicativos em São Paulo e Curitiba, duas das capitais que já “regulamentaram” o transporte por carros particulares, nada fizeram para barrar a concorrência desleal e a prática do transporte clandestino. Quem continua sofrendo com essa decisão puramente política, ao invés de uma medida técnica, são os taxistas.
Em Maceió houve um pouco mais de bom senso e a lei aprovada na Câmara Municipal na semana passada foi bem mais rigorosa. confira na matéria abaixo.
#carloslaia #avozdotaxista
 Fonte: Portal Gazetaweb.com   

Uso do aplicativo de transporte tem causado polêmica na capital alagoana; Gazetaweb quer saber a sua opinião

Você é a favor ou contra a regulamentação da Uber em Maceió?

 A aprovação do Projeto de Lei (PL) 120/2017 na Câmara dos Vereadores acirrou o debate entre taxistas e motoristas que prestam o serviço de transporte motorizado por meio de plataformas tecnológicas. Você é a favor da regulamentação? A Lei inviabiliza o novo modelo de transporte? Você considera um retrocesso para o estado? Esse o tema da nova enquete da Gazetaweb.

O prefeito Rui Palmeira (PSDB) sancionou sem vetos a lei que regulamenta o serviço de transporte motorizado por meio de plataformas tecnológicas, como a Uber. O projeto foi aprovado na Câmara Municipal de Maceió no último dia 8 e determina que as empresas que utilizam aplicativos para oferecer trabalho remunerado individual de passageiros são obrigadas a ter sede no município de Maceió e a pagar à Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) a taxa mensal de R$ 120,00 por veículo cadastrado para o serviço.

Além disso, os motoristas de aplicativos como Uber não podem mais utilizar carros que estejam registrados em nome de terceiros e só vão poder circular como Uber em Maceió os veículos com cinco anos de uso, entre outras exigências. Caso não cumpram as regras da regulamentação, os motoristas e as empresas deverão pagar multas nos valores de R$ 150 a R$ 1.500 e R$ 10 mil a R$ 100 mil.

Os motoristas que prestam serviço de transporte motorizado por meio de aplicativos alegam que a forma como as mudanças foram propostas é injusta e que mais de 70% dos trabalhadores da Uber terão que deixar suas atividades.

Já a empresa Uber disse, por meio de nota, que a lei afeta o poder de escolha de milhares de alagoanos que utilizam o aplicativo diariamente, já que, com as alterações o serviço deve sofrer uma elevação de 30% no valor cobrado por viagem, além de limitar a utilização dos carros hoje disponíveis para o transporte de passageiros.

Para os taxistas, a regulamentação é necessária para um maior controle da concorrência para regular a oferta.

A discussão é ampla e a Gazetaweb quer saber: Você é a favor ou contra a regulamentação do Uber em Maceió? Responda à enquete! O resultado sai no dia 29 de agosto.

Carlos Laia

Taxista desde 2001, criador do site A Voz Do Taxista e da web Rádio Tera Byte. Nosso objetivo é levar notícias e informações sobre o táxi de todo Brasil a toda categoria, ouvindo representantes, autoridades e principalmente o taxista. Não temos vinculo com nenhuma entidade ou partido político.

Artigos relacionados

2 pensamentos “EM MACEIÓ UBER TERÁ LIMITE DE CARROS”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios