Home / UBER-Transporte Clandestino / Uber começa a operar em Volta Redonda e deixa clima tenso no transporte

Uber começa a operar em Volta Redonda e deixa clima tenso no transporte

Empresa está cobrando metade do preço dos táxis. Prefeitura vai reprimir aplicativo

 O Dia- Rio
Rio – O clima está tenso no setor de transportes de Volta Redonda, no Sul Fluminense. O serviço de carros Uber anunciou o início da operação do sistema no município, a partir de 14 horas desta sexta-feira.

Inicialmente os carros ofertados são do tipo UberX – que não são os carros pretos de luxo, mas cadadrados de vários modelos e cores, porém, todos com ar condicionado, quatro portas e fabricados a partir de 2008. Exstem hoje, 256 permissões para táxis em Volta Redonda.

O Uber começou cobrando R$ 2,50 (preço base) + R$ 1,30 por quilômetro) + R$ 0,15 por minuto. Os valores são praticamente a metade do preço da bandeirada cobrada pelas cooperativas de táxis convencionais na cidade.

Táxis em ponto no Centro de Volta Redonda. Categoria está preocupada com concorrência do Uber, que chama de “desleal” Paulo Dimas / Diário do Vale

Novos usuários que adicionarem o código promocional VOLTAREDONDA ganharão um desconto de R$20 na primeira viagem. O código promocional é válido até o dia 30 de abril deste ano.

O presidente do Sindicato dos Taxistas de Volta Redonda, Clóvis da Silveira, protestou contra a entrada do Uber no município. “Fomos pegos de surpresa. Em Volta Redonda, há lei que garante apenas aos táxis e ônibus o transporte de passageiros.  Qualquer outra forma de transporte de usuários é clandestina e tem que ser combatida pelo poder público”, afirmou Silveira.

Em nota oficial, a assessoria de imprensa da prefeitura local informou que a Lei Municipal 5.167, de 2015, de autoria do ex-vereador Maurício Baptista,  proíbe a utilização de aplicativos (EasyTaxi, 99Taxi, Wappa, e Uber) como transporte renumerado de passageiros. “A legislação considera que, em Volta Redonda, essa forma de transporte é clandestina, ficando o infrator sujeito a multa e demais medidas administrativas”, adverte a nota.

“A Superintendência de Serviços Rodoviários (Suser) e Guarda Municipal estão estudando medidas para que a lei municipal seja cumprida. A Secretaria Municipal de Fazenda ressaltou que não há cadastro do Uber no município”, destaca outro trecho da nota.

Em reunião recente com o prefeito Samuca Silva (PV), taxistas, que já previam a entrada do Uber na cidade, debateram melhorias no serviço de táxi, mas não cogitaram redução do preço da tarifa, tida como uma das mais altas do estado.

O assunto divide opiniões na cidade. “Isso é ótimo. Concorrência é sempre bem-vinda. O serviço de táxi em Volta Redonda é ultrapassado, com muitos carros velhos, com preço absurdo e pouca oferta”, opina o vendedor autônomo, Jeremias Lerriel, de 38 anos. “Eu tenho visto tanta violência envolvendo Uber na Capital, que prefiro continuar com os táxis mesmo. Ainda não tenho confiança nesse sistema”, completou Eurenice Pinho, 42.

O que é Uber?

O app da Uber conecta o usuário a um motorista particular. Segundo a empresa, os motoristas passam por uma verificação de segurança antes de serem aceitos, e o sistema de avaliação deles e dos passageiros nos ajuda a prover as melhores experiências para ambos, além de nos levarem a agir quando aparece um problema.

Os preços do uberX em Volta Redonda:

R$ 2,50 (preço base) + R$ 1,30 (p/ Km) + R$ 0,15 (p/ min)

Preço mínimo e taxa de cancelamento: R$6 | Custo Fixo: R$ 0,75

Sobre Carlos Laia

Comandada por Carlos Laia , A Voz Do Taxista tem por objetivo levar a categoria dos taxistas informação, levantar o debate dos assuntos importantes para o desenvolvimento profissional de toda categoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *