Uber muda forma de cobrança e motoristas ameaçam greve

Empresa abandona a taxa de 25% sobre o valor da corrida e repassa aos motoristas um valor sobre quilômetro rodado e tempo de percurso

O aplicativo de transporte Uber alterou a forma de cobrar as corridas de seus motoristas no Brasil. Já implementado em cidades do interior, como Santos e São José dos Campos, e do Sul do país, o novo modelo chegou à cidade de São Paulo na última segunda-feira (25).

Na prática, o Uber deixa de cobrar a taxa fixa de 25% na categoria X e de 20% na categoria Black, e adota um modelo de taxa variável. No entanto, o valor total da corrida, que é cobrado do usuário, continua o mesmo.

Com o novo sistema de cobrança, o Uber vai pagar aos motoristas 1,05 real por quilômetro rodado e 0,19 centavos por minuto em São Paulo, o que, segundo a empresa, garante que trajetos maiores, com obstáculos e trânsito, tragam maiores ganhos aos motoristas. Antes, o Uber descontava 25% do valor total da corrida, independentemente da distância percorrida.

Segundo a empresa, a taxa fixa de 25%, cobrada depois dos impostos e do preço fixo da empresa, não trazia flexibilidade para mudanças na rota ou imprevistos.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios