Home / Táxi / Vá de Táxi, único aplicativo fiel ao táxi.

Vá de Táxi, único aplicativo fiel ao táxi.

Conheça a opinião da CEO do Vá de Táxi, Tatiana Vecchi, único aplicativo de chamada de táxi que ainda permanece fiel ao táxi.

Ping Pong com Tatiana Vecchi, CEO do Vá de Táxi, sobre o mercado de táxi no Brasil

O mercado brasileiro de táxi, que em 2014 faturou mais de R$ 18 bilhões, tem passado por transformações colossais, principalmente depois do surgimento das empresas de transporte privado individual. Inclusive, aplicativos de táxi tiraram o “táxi” do nome para aderir ao novo modelo de transporte compartilhado, o que causou revolta entre os motoristas de táxis pelos quatro cantos do país.

Tatiana Vecchi, CEO do Vá de Táxi, aplicativo para chamada de táxi da Porto Seguro, faz um parâmetro do cenário atual desse mercado. Ela fala sobre a concorrência, a regulamentação do setor, parcerias e as iniciativas da empresa para se manter ativa e até expandir o negócio.

Diante de toda a situação do setor, como o Vá de Táxi se posiciona hoje no mercado?

Tatiana: Costumamos falar que o Vá de Táxi é o aplicativo parceiro do taxista. Isso porque mantivemos a taxa de 8,5% para os pagamentos eletrônicos, bem abaixo daquelas cobradas pelos concorrentes. Também não abrimos o nosso aplicativo para os carros particulares, sendo uma ferramenta exclusiva para taxistas. Oferecemos, ainda, um treinamento online e gratuito, disponível no YouTube, dividido em quatro módulos, que tem por objetivo melhorar e aperfeiçoar o atendimento dos taxistas aos seus passageiros.

E para os passageiros, quais são os diferenciais ou atrativos do aplicativo?

Tatiana: Primeiro é a segurança, essa é a nossa prioridade. Ao solicitar uma corrida, o passageiro recebe informações como o nome do taxista acompanhado de foto, que permitirá conferir se o motorista solicitado condiz com quem está atendendo ao chamado, modelo e placa do carro e celular para contato. Toda essa identificação é fundamental para uma experiência bem sucedida, pois oferece ao passageiro respaldo para uma possível reclamação. E por falar nisso, o Vá de Táxi permite que o passageiro crie uma lista de taxistas preferidos, dando prioridade para aqueles profissionais que prestaram um bom atendimento. Também damos desconto de 20% para usuários do Cartão de Crédito Porto Seguro nas corridas pagas pelo app, sem onerar o taxista. E oferecemos o Programa de Assistência ao Passageiro, onde o taxista atende as demandas dos segurados da Porto Seguro em casos de sinistro e pane do veículo, além do projeto Carro Extra, uma opção alternativa para o segurado que teve problemas com o carro e prefere andar de táxi ao invés de pegar um carro reserva, ambos projetos com benefícios que atendem as duas pontas.

As empresas também são beneficiadas por usar o Vá de Táxi?

Tatiana: Com certeza! Nosso modelo corporativo garante às empresas redução de até 40% dos gastos com transporte de funcionários. E a mecânica é bem simples. A tecnologia do aplicativo elimina os boletos de papel e muitas etapas dos processos de reembolso, uma burocracia que além de irritar quem precisa preencher por volta de 16 campos, ainda está sujeita a fraudes. O aplicativo monitora tudo por GPS, indica horário e distância percorrida, gera relatórios de gastos por departamento e emite alertas em casos de uso fora das regras estipuladas.

Qual sua opinião sobre a regulamentação dos aplicativos de táxis?

Tatiana: O Vá de Táxi, assim como os outros aplicativos do setor, são softwares de intermediação de serviços, são empresas de tecnologia da informação. De qualquer forma, o Vá de Táxi vai colaborar para que todos possam exercer as suas funções da melhor maneira possível, contribuindo com o Poder Público e agindo de acordo com as regras e leis estabelecidas, e que elas, claro, valham para todos e não beneficiem apenas uma parte dos profissionais, sejam eles taxistas ou motoristas de carros particulares.

Desde dezembro do ano passado, o Vá de Táxi está oferecendo descontos de até 40%. Como funciona, por que decidiram fazer isso e o que os taxistas, principalmente, acharam da medida?

Tatiana: Com a chegada dos aplicativos que oferecem corridas por meio de carros particulares, o mercado de táxi precisou se reinventar e até, por que não dizer, melhorar o serviço prestado. Isso passa pelos cuidados com o carro, desde a manutenção do veículo até oferecer um agrado para o passageiro, seja bala, água etc. Melhor apresentação pessoal do taxista e cortesia no atendimento, por exemplo. Coisas simples, mas que fazem a diferença, afinal quem não gosta de ser bem tratado? Em um segundo momento, vimos que o preço das corridas era algo que precisava ser pensado com cautela, para que todos os lados saíssem ganhando. Para chegar ao modelo de até 40% de desconto nas corridas, o Vá de Táxi ouviu as principais partes envolvidas, os taxistas e os passageiros. A empresa realizou pesquisas com eles para entender as oportunidades e os pontos de risco do projeto e concluiu que a aceitação foi superior a 65% entre os pesquisados. Inclusive, muitos passageiros afirmaram que voltariam a andar de táxi desde que pudessem contar com os descontos. Além disso, ao criar esse modelo de desconto, o Vá de Táxi se preocupou em oferecer o menor impacto e a maior credibilidade para o parceiro taxista. Utilizado de maneira correta, o desconto ajuda o taxista a movimentar o mercado nos grandes momentos de queda e a reconquistar seus passageiros, oferecendo valores onde ambos saiam satisfeitos e o torne competitivo com outras opções do mercado. O taxista pode ativar e desativar esses descontos a qualquer momento do dia.

Alguns aplicativos reposicionaram suas marcas e tiraram o “táxi” de seus nomes. Isso vai acontecer com o Vá de Táxi?

Tatiana: De maneira alguma! O táxi é o DNA da nossa empresa. Somos e sempre seremos o aplicativo parceiro do taxista.

E por falar em marcas, o Vá de Táxi trabalha muito com parcerias, inclusive com grandes nomes do mercado. Qual o objetivo delas?

Tatiana: Já fizemos parcerias com a Mondelez, Cinemark, Restorando, Natura, Europa Filmes, Unilever (OMO), St Patrick’s Week, Flores Online, Accor Hotels e Prudence, entre outras. O objetivo é sempre agregar valor às nossas corridas e permitir que nossos clientes sejam surpreendidos por experiências diferentes, por meio de produtos e serviços de marcas conceituadas.

Para finalizar, qual sua expectativa para o Vá de Táxi este ano?

Tatiana: As expectativas para o Vá de Táxi são ótimas. Em relação à concorrência, seja ela qual for, sempre a encaramos de maneira positiva, como oportunidade para melhorar o que precisamos e aperfeiçoar o que já fazemos bem. Do ponto de vista dos negócios, eles estão em plena expansão. No ano passado, num período de seis meses, fizemos duas fusões, com a TaxiJá e a mineira WayTáxi, o que nos permitiu ampliar significativamente nossa malha de atuação em várias regiões do Brasil. Hoje, já atuamos em mais de 500 cidades e esse número não para de crescer. Também investimos em melhorias no nosso aplicativo, incluindo nele novas funcionalidades. Para este ano, seguiremos essa linha, de incrementar nossa base de taxistas, chegar a mais cidades, sobretudo as capitais, firmar novas parcerias e valorizar cada vez mais os taxistas e os passageiros, que são os agentes construtores do Vá de Táxi.

Sobre Carlos Laia

Comandada por Carlos Laia , A Voz Do Taxista tem por objetivo levar a categoria dos taxistas informação, levantar o debate dos assuntos importantes para o desenvolvimento profissional de toda categoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *